APAVT alerta que momento da retoma é "uma enorme armadilha" para as empresas

O presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT) alertou hoje que o momento da retoma é "uma enorme armadilha" para as empresas, e sublinhou a necessidade de manter ativa a oferta turística, em especial para a...

APAVT alerta que momento da retoma é
O presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT) alertou hoje que o momento da retoma é "uma enorme armadilha" para as empresas, e sublinhou a necessidade de manter ativa a oferta turística, em especial para a Região. "Ao contrário do que se possa imaginar, o momento da retoma é uma enorme armadilha para todas as empresas portuguesas", disse Pedro Costa Ferreira, explicando que os custos têm um comportamento quase binário, ou não existem porque estamos em lay-off, ou regressam porque regressamos à atividade, e as receitas vão regressar lentamente." " Vamos ter problemas de tesouraria e já temos imensos problemas de recapitalização", alertou ainda. A direção da APAVT reuniu, ao final da manhã desta quinta-feira, com a ACIF, tendo o responsável sublinhado que o trabalho será realizado em conjunto, entre as duas instituições. "Portugal depende do turismo e a Madeira é a melhor montra dessa dependência, porque depende ainda mais do turismo", considerou. "Se não mantivermos a oferta turista ativa e viva no momento da retoma, simplesmente não recuperaremos do ponto de vista macroeconómico." "Lá porque o estado de emergência desaparece, ninguém duvide que isto é a maior crise das nossas vidas", rematou Pedro Costa Ferreira.