Ataque de pânico de condutora quase provoca tragédia em plena via rápida

A mulher parou a sua viatura na faixa da direita da via rápida, no sentido Câmara de Lobos - Funchal, na zona de Santa Rita, saiu para plena via e ficou em pânico na faixa de rodagem da esquerda, completamente desorientada no espaço e no tempo,...

Ataque de pânico de condutora quase provoca tragédia em plena via rápida
A mulher parou a sua viatura na faixa da direita da via rápida, no sentido Câmara de Lobos - Funchal, na zona de Santa Rita, saiu para plena via e ficou em pânico na faixa de rodagem da esquerda, completamente desorientada no espaço e no tempo, enquanto outros veículos iam passando. Segundo apurou o JM, foi o voluntário da Cruz Vermelha Portuguesa que, na hora, parou a sua viatura à frente do veículo da vítima e foi prestar assistência, retirando-a do meio da faixa de rodagem da estrada para uma zona de completa segurança. Enquanto isso, um outro condutor também parou em segurança e foi colocar um triangulo de perigo na via da direita, de forma a alertar os outros condutores. O voluntário da CVP socorreu a sinistrada e solicitou assistência pré-hospitalar ao 112, que logo acionou uma equipa de socorro dos bombeiros voluntários de Câmara de Lobos para o local. Depois de assistida, a mulher foi transportada para o hospital Dr. Nélio Mendonça, onde deu entrada nas urgências. Leia toda a história na edição impressa do JM desta sexta-feira.