Augusto Santo Silva garante que UE não é adversária da Venezuela

O Ministro dos Negócios Estrangeiros reiterou hoje que a União Europeia (UE) quer ser parceira e não adversária da Venezuela. Em entrevista à TSF, Augusto Santos Silva afirmou que a decisão da Venezuela de expulsar a embaixadora da União Europeia...

Augusto Santo Silva garante que UE não é adversária da Venezuela
O Ministro dos Negócios Estrangeiros reiterou hoje que a União Europeia (UE) quer ser parceira e não adversária da Venezuela. Em entrevista à TSF, Augusto Santos Silva afirmou que a decisão da Venezuela de expulsar a embaixadora da União Europeia do país "só contribui para um maior isolamento internacional" daquele território. "Esperamos que a Venezuela caia em si e compreenda que a União Europeia não é uma adversária, mas sim um parceiro que pode contribuir para soluções pacíficas", salientou, garantindo que a Comunidade tem todo o interesse em manter relações diplomáticas com a Venezuela", não querendo interferir nos "assuntos internos" do país. Já relativamente à crise humanitária, social e económica deste país, o governante considerou a situação “gravíssima” e defendeu que problema seja ultrapassado "com eleições em que todos possam concorrer e que possam decorrer de forma livre, transparente e justa". Recorde-se que o MNE português dirige ainda hoje desde Bruxelas o primeiro debate entre os Estados-membros sobre a proposta de revisão da política comercial da União Europeia, O ministro dos Negócios Estrangeiros explica que o objetivo é "tornar a Europa mais forte na defesa dos seus interesses comerciais e também num comércio internacional baseado em regras, que contribua para a transição verde e a transição digital e que defenda os padrões laborais, combata o trabalho forçado e defenda, em geral, os direitos humanos ao mesmo tempo que a Europa deve manter a sua posição atual que é de primeiro parceiro comercial do mundo".