Comissão de Utentes diz que pandemia não pode ser justificação para adiar a saúde das pessoas

A Comissão de Utentes do Serviço Regional de Saúde denunciou hoje, à porta do Centro de Saúde do Bom Jesus, o facto de os utentes terem cada vez mais dificuldade no acesso aos cuidados de saúde e de todos os serviços terem sido orientados para...

Comissão de Utentes diz que pandemia não pode ser justificação para adiar a saúde das pessoas
A Comissão de Utentes do Serviço Regional de Saúde denunciou hoje, à porta do Centro de Saúde do Bom Jesus, o facto de os utentes terem cada vez mais dificuldade no acesso aos cuidados de saúde e de todos os serviços terem sido orientados para o combate ao vírus, esquecendo todos os outros problemas de saúde e colocando os utentes numa situação mais frágil que nunca. Em declarações ao JM, a representante daquela Comissão, Carolina Cardoso, referiu que tem chegado até si relatos de utentes, com problemas de saúde, muitos com problemas oncológicos, que têm tido as consultas sucessivamente canceladas. Tendo em conta que, a nível nacional, a estimativa da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar é de ter havido 15 mil cancros por diagnosticar em Portugal, durante a pandemia, Carolina Cardoso desafiou a Secretaria Regional de Saúde a dizer qual é a estimativa para a Região. "Quantas consultas de especialidade e quantas cirurgias ficaram por fazer?", lançou no ar as questões. Nos centros de saúde, a responsável disse que a situação não está melhor. "Marcar consultas com o médico de família é muito complicado, porque as pessoa têm de marcar por telefone. "Acho que se esqueceram que há pessoas sem telemóvel, logo, não podem receber as receitas por esta via, e também se esqueceram que há pessoas que nem sabem mexer num telemóvel", acusou Carolina Cardoso, salientando não ter dúvidas que houve, efetivamente, um afastamento dos serviços de saúde aos cidadãos. "Nós verificámos constrangimentos em serviços e centros de saúde em toda a Região", sustentou, lembrando que a situação epidemiológica da Madeira sempre foi favorável e esteve sempre controlada não havendo, por isso, justificação para a situação de quase paragem total dos serviços de saúde regionais. Desta feita, a Comissão de Utentes "exige a retoma e o reforço" de todos os serviços do Serviço Regional de Saúde o mais rapidamente possível.