Covid-19: Açores retomam gradualmente nas nove ilhas prestação de cuidados de saúde

O Governo dos Açores anunciou hoje o calendário para a retoma de atividades de prestação de cuidados de saúde, suspensos desde meados de março devido à covid-19, e que serão restabelecidos gradualmente nas nove ilhas. Numa nota enviada hoje...

Covid-19: Açores retomam gradualmente nas nove ilhas prestação de cuidados de saúde
O Governo dos Açores anunciou hoje o calendário para a retoma de atividades de prestação de cuidados de saúde, suspensos desde meados de março devido à covid-19, e que serão restabelecidos gradualmente nas nove ilhas. Numa nota enviada hoje às redações, o Governo dos Açores adianta que foi estabelecido o calendário "para a retoma das atividades de prestação de cuidados realizadas ao abrigo de convenções com o Serviço Regional de Saúde e de medicina dentária, estomatologia e odontologia, bem como da atividade clínica privada das especialidades médicas de estomatologia, oftalmologia e otorrinolaringologia". Assim, serão retomadas as atividades de cuidados de saúde a partir das 00:00 de quarta-feira em Santa Maria, Flores, Corvo, Terceira, Faial, Pico e São Jorge, a partir das 00:00 de 17 de maio na Graciosa e a partir das 00:00 de 22 de maio em São Miguel. Estas atividades estão suspensas desde meados de março para prevenir e limitar a propagação da infeção pelo novo coronavírus nos Açores, sendo exceção as situações clínicas comprovadamente urgentes e inadiáveis. "O despacho, já remetido para publicação em Jornal Oficial, insere-se no âmbito da flexibilização das medidas restritivas adotadas no setor da saúde, que visaram, de forma responsável e proporcional, prevenir e limitar a propagação da infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 na Região Autónoma dos Açores", lê-se na nota do executivo açoriano. As ilhas das Flores, Corvo e Santa Maria, que não registaram casos de covid-19 desde o começo da pandemia, são as primeiras dos Açores a ver as medidas restritivas serem levantadas, o que sucede desde hoje. O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, apresentou na quinta-feira as medidas para as próximas semanas na região, dividindo-as entre quatro blocos: um referente a Flores, Corvo e Santa Maria; outra para São Miguel, a ilha com maior número de infetados e a única com registo de mortes (13), mas que tem cadeias de transmissão identificadas e restritas; outro para a Graciosa, há 12 dias sem casos novos; e uma última para Pico, Faial, São Jorge e Terceira, quase todas há 28 dias sem novos infetados (o Pico deverá chegar a este número na terça-feira). Até ao momento, já foram detetados nos Açores um total de 143 casos, verificando-se 53 recuperados, 14 óbitos e 76 casos positivos ativos, dos quais 58 são em São Miguel, dois na ilha Terceira, quatro na Graciosa, dois em São Jorge, cinco no Pico e cinco no Faial.