Covid-19: Cidadãos a bordo de cruzeiro começam hoje a ser repatriados

Os cidadãos que estão a bordo do navio cruzeiro MSC Fantasia, no Porto de Lisboa, vão começar a ser repatriados, estando já marcados quatro voos para hoje com destino à Alemanha, Brasil e Reino Unido, segundo o Governo. O Ministério da Administração...

Covid-19: Cidadãos a bordo de cruzeiro começam hoje a ser repatriados
Os cidadãos que estão a bordo do navio cruzeiro MSC Fantasia, no Porto de Lisboa, vão começar a ser repatriados, estando já marcados quatro voos para hoje com destino à Alemanha, Brasil e Reino Unido, segundo o Governo. O Ministério da Administração Interna (MAI) adianta hoje em comunicado que estão marcados dois voos para a Alemanha (às 08:30 e às ‪16:05), cada um com capacidade para 189 pessoas, um para o Brasil (às 14:00), com capacidade para 453 pessoas e outro para o Reino Unido (14:05), que pode transportar 309 pessoas. “Tal como previsto, estes cidadãos sairão do navio e serão escoltados até ao aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, para os voos de regresso aos seus países de origem”, indica o MAI. O cruzeiro MSC Fantasia, proveniente do Brasil, acostou no domingo no Porto de Lisboa com 1.338 passageiros, maioritariamente da União Europeia, Reino Unido, Brasil e Austrália, a bordo. Destes, 27 cidadãos (20 portugueses e sete titulares de autorização de residência em Portugal) desembarcaram na segunda-feira. De acordo com a nota do MAI, estes portugueses foram submetidos aos testes de despistagem de vírus SARS-CoV-2 e levados até ao seu domicílio, onde ficarão em isolamento profilático. A diretora-geral da Saúde, Graça Fretas, avançou na segunda-feira que um dos passageiros portugueses que desembarcou no domingo testou positivo à Covid-19. O MAI dá hoje conta de que o “passageiro que testou positivo ficará no seu domicílio em vigilância ativa, com contacto diário pela autoridade de saúde local”, é referido. Esta operação, que decorre em articulação com diversas embaixadas dos vários países, envolve a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, a PSP, a Autoridade Nacional da Aviação Civil, a Direção-Geral da Saúde, a Polícia Marítima, a Autoridade Tributária e Aduaneira e a ANA - Aeroportos de Portugal. Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde. Dos infetados, 201 estão internados, 47 dos quais em unidades de cuidados intensivos. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.