Covid-19: Presos da África do Sul exigem liberdade condicional

Presos sul-africanos iniciaram hoje um movimento de protesto nas prisões do país a exigirem liberdade condicional, a fim de que se evite a propagação do novo coronavírus, segundo uma organização não-governamental (ONG). De acordo com o último...

Covid-19: Presos da África do Sul exigem liberdade condicional
Presos sul-africanos iniciaram hoje um movimento de protesto nas prisões do país a exigirem liberdade condicional, a fim de que se evite a propagação do novo coronavírus, segundo uma organização não-governamental (ONG). De acordo com o último relatório dos serviços prisionais, até à data foram registados 99 casos de infeção pela covid-19 em quatro prisões sul-africanas, dos quais 56 eram reclusos e 25 guardas prisionais apenas no centro penitenciário de East London (sul do país). Até agora o país regista 3.200 casos de infetados e 54 mortes. "Exortámos os detidos a iniciar um movimento nacional de protesto pacífico", disse à agência de notícias francesa France-Presse (AFP) Miles Bhudhu, da Organização Sul-Africana de Direitos Humanos para Prisioneiros (SAPOHR, na sigla em inglês). Segundo Bhudhu, os detidos decidiram recusar algumas das suas refeições. A ONG exige a libertação antecipada dos detidos menos perigosos, incluindo os doentes, os com mais de 60 anos e os condenados pela primeira vez por pequenos delitos. Há aproximadamente 160.000 reclusos na África do Sul em 243 estabelecimentos prisionais.