Cristina Ferreira sem 'papas na língua' admite que tudo o que fez foi por dinheiro e poder

Cristina Ferreira voltou a falar sobre a polémica à volta da sua saída repentina da SIC. "Desculpem-me ser ambiciosa, gananciosa, sedenta de poder e traidora (assim foi apelidada a minha mudança de estação). Por mais adjetivos que me atribuam,...

Cristina Ferreira sem 'papas na língua' admite que tudo o que fez foi por dinheiro e  poder
Cristina Ferreira voltou a falar sobre a polémica à volta da sua saída repentina da SIC. "Desculpem-me ser ambiciosa, gananciosa, sedenta de poder e traidora (assim foi apelidada a minha mudança de estação). Por mais adjetivos que me atribuam, eu só tenho uma palavra para definir: certeza. Eu tinha a certeza de que isto ia acontecer, talvez mais tarde, mas chegou agora", escreveu num texto, assinado pela própria e publicado na sua revista, a Cristina. A nova diretora de entretenimento e ficção do canal de Queluz de Baixo revelou que deixou a SIC "porque quer ser mais feliz. Porque os sonhos podem crescer, porquem podem ter limite definido, porque podem estar concluídos". Aproveitou ainda para criticar a quem a apelidou de "ambiciosa, gananciosa, sedenta de poder e traidora", dizendo: "Desculpem-me ser ambiciosa, gananciosa, sedenta de poder e traidora (assim foi apelidada a minha mudança de estação). Por mais adjetivos que me atribuam, eu só tenho uma palavra para definir: certeza. Eu tinha a certeza de que isto ia acontecer, talvez mais tarde, mas chegou agora". Além disso, fez questão de lembrar que é mulher e que a nenhum homem são usados os mesmos adjetivos numa situação semelhante. "Sou mulher. E não digo isto porque fica bem ou por ser esse o ângulo que devo utilizar, para ganhar mais uns pontos. Digo-o porque a nenhum homem quando muda, são atribuídas as palavras ‘ganância’, ‘traidor’ ou ‘sedento de poder’. Num homem é crescimento. Talvez por isso me tenham dito, nos últimos tempos, que tenho uns grandes tomates. Deixem-me dizer-vos que não. Tenho mamas e uma vagina", concluiu sem 'papas na língua'.