Doze concertos até julho de 2021 é a nova aposta do parlamento regional

Chama-se "parlamento Musical" o novo projeto da Assembleia Legislativa da Madeira (ALRAM). O objetivo, segundo explicou esta manhã José Manuel Rodrigues, em conferência de imprensa, é o de “aproximar a assembleia dos cidadãos e de abrir as...

Doze concertos até julho de 2021 é a nova aposta do parlamento regional
Chama-se "parlamento Musical" o novo projeto da Assembleia Legislativa da Madeira (ALRAM). O objetivo, segundo explicou esta manhã José Manuel Rodrigues, em conferência de imprensa, é o de “aproximar a assembleia dos cidadãos e de abrir as portas do parlamento ao povo”, através de um ciclo de concertos. Salientando que a covid-19 veio reforçar a importância da música e da cultura na vida das pessoas, o presidente da Assembleia Legislativa da Madeira afirmou que “o parlamento madeirense não podia passar ao lado dessa realidade”, salientando que foi por essa razão que decidiu “propiciar aos madeirenses espetáculos de grande qualidade”. Momentos de fado, jazz, música tradicional portuguesa e madeirense são as propostas para este ciclo que se iniciará a 20 deste mês e terminará a meados de julho de 2021, tendo como palco o salão nobre e o largo junto ao edifício do parlamento. Devido à pandemia e às restrições impostas pelas autoridades de saúde, os espetáculos no salão nobre terão público reduzido (até 50 pessoas), mas já está a ser ponderada a hipótese de não terem público nenhum caso a situação pandémica se agrave na Região nos próximos tempos. Aliás, é para poder chegar ao máximo de público possível, que a ALM estabeleceu uma parceria com a RTP-Madeira de modo a que todos os concertos sejam transmitidos pela estação pública de televisão. De referir que o primeiro concerto acontece já no dia 20 de novembro, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira, e contará com a fadista Sofia Ferreira, no dia 20 de novembro.