Fim do Plano de Pormenor Impulsiona Castanheiro

A revogação do Plano de Pormenor do Castanheiro, concretizada no início deste mês, vai requalificar prédios existentes no quarteirão. Assim acredita Bruno Martins, vereador na Câmara Municipal do Funchal. Esta a manchete de hoje do JM. Uma...

Fim do Plano de Pormenor Impulsiona Castanheiro
A revogação do Plano de Pormenor do Castanheiro, concretizada no início deste mês, vai requalificar prédios existentes no quarteirão. Assim acredita Bruno Martins, vereador na Câmara Municipal do Funchal. Esta a manchete de hoje do JM. Uma edição pode ler que os focos de insegurança e delinquência cresceram na capital madeirense durante a pandemia. O menor movimento nas ruas abriu caminho a excessos de residentes e até de estrangeiros, que se apropriam de espaços públicos sem qualquer pudor. A PSP reconhece um problema que diz ser da esfera social e sanitária, que extravasa a sua área de intervenção. São os rostos da insegurança que deambulam pelo Funchal. Na Saúde, damos conta que a Santa Casa da Misericórdia da Calheta está disposta a negociar no valor da renda do centro de Saúde, pronto a funcionar mas que ainda não abriu portas e trazemos também a informação de que a Madeira afetou 28 milhões para a construção do novo hospital. Ao nível da Educação, as adaptações por causa da pandemia estão a gerar desacordo entre Governo e sindicato, enquanto os pais aceitam as máscaras faciais já a partir dos seis anos. No turismo, saiba que um estudo internacional coloca a Madeira no terceiro lugar como destino preferencial.