Funchal vai ter 21 papeleiras inteligentes até final deste ano

Até final deste ano, num investimento da Câmara Municipal do Funchal, cofinanciado pelo POSEUR, orçado em cerca de 100.000 euros, serão instaladas mais quinze papeleiras inteligentes, no Funchal, nomeadamente, na Rua Fernão de Ornelas, Avenida...

Funchal vai ter 21 papeleiras inteligentes até final deste ano
Até final deste ano, num investimento da Câmara Municipal do Funchal, cofinanciado pelo POSEUR, orçado em cerca de 100.000 euros, serão instaladas mais quinze papeleiras inteligentes, no Funchal, nomeadamente, na Rua Fernão de Ornelas, Avenida Sá Carneiro, Lido e junto ao Teleférico. Serão ao todo 21 com as seis papeleiras inteligentes que hoje entraram em funcionamento na Avenida Arriaga, em frente ao Turismo e em frente ao Governo Regional. Esta foi uma das iniciativas preparadas pela Câmara Municipal, em concreto pelo Departamento de Ambiente, para assinalar a Semana Europeia de Prevenção de Resíduos. O investimento da Câmara Municipal do Funchal, cofinanciado pelo POSEUR, orçou em, cerca de 100.000 euros. A vereadora com o pelouro do Ambiente, Nádia Coelho, refere que “a limpeza urbana é uma prioridade estratégica, pelo que a disponibilização deste tipo de equipamentos é fundamental”. Como explica Nádia Coelho: “estas papeleiras funcionam a energia solar e estão dotadas de um sistema de compactação de resíduos e de monitorização de enchimento que lança alertas quando existe necessidade de recolha o que, associado à otimização dos circuitos de recolha, permite a redução do número de deslocação das equipas ao terreno, contribuindo assim para a redução da pegada ecológica associada à circulação de veículos de recolha de resíduos”, reforçando que “esta é uma solução sustentável e que, com a colaboração e esforço coletivo dos munícipes, contribuirá para a melhoria ambiental da nossa cidade”. Estas 21 papeleiras inteligentes estão destinadas à deposição seletiva de resíduos em locais do Funchal com elevado fluxo de pessoas e com elevada produção de resíduos recicláveis. Estes equipamentos possuem uma capacidade de armazenamento muito superior aos contentores convencionais e, devido ao sistema de compactação automático movido a energia solar, permitirão realizar uma melhor gestão e planeamento da recolha, sendo ainda solução viabilizar a redução dos fenómenos de deposição de resíduos fora dos contentores (devido ao rápido enchimento das atuais papeleiras) e irá conferir à cidade um melhor aspeto.