JPP propõe a criação de um programa turístico em Câmara de Lobos

A candidatura do JPP à Câmara Municipal de Câmara de Lobos considerou, hoje, que é importante pensar também no turismo interno, que se mostrou “crucial nestes tempos de pandemia e continuará a ser, certamente, no futuro”. É neste sentido, que...

JPP propõe a criação de um programa turístico em Câmara de Lobos
A candidatura do JPP à Câmara Municipal de Câmara de Lobos considerou, hoje, que é importante pensar também no turismo interno, que se mostrou “crucial nestes tempos de pandemia e continuará a ser, certamente, no futuro”. É neste sentido, que o partido propõe a criação de um programa turístico em Câmara de Lobos que oriente as pessoas, as famílias para a descoberta do concelho e que incluí a criação de zonas de lazer e de convívio ao ar livre em todas as freguesias, a requalificação e dinamização das zonas balneares e a aposta no Património cultural câmara-lobense. “Custa perceber que existem questões extremamente básicas que permitiriam impulsionar a economia de Câmara de Lobos, mas que não são feitas. A promoção e divulgação do nosso Concelho são fundamentais para fazer com que as pessoas venham até cá e possam desfrutar desta linda Terra e dos produtos locais, derramando valor na economia local”, defende o partido, numa nota enviada à redação. No entender do JPP, neste momento, em que ainda nos encontramos em época balnear, “salta à vista” o abandono do Complexo Balnear das Salinas, pelo que questiona “o que pretende, qual é o projeto, desta gestão autárquica para este espaço?”. “Vamos ter uma ‘marina do lugar de baixo’ em Câmara de Lobos?”, acrescenta. Para o partido, é também “urgente” apostar num “um verdadeiro e confiável site institucional Municipal”, considerando que o que existe atualmente “envergonha” e “reflete, não promove nem dinamiza as mais-valias e potencialidades” do concelho. “Poderão consultar, por exemplo, no diretório -onde comer- restaurantes que já fecharam há muitos anos, no diretório – o que ver – imagens completamente desatualizadas e que não ‘vendem’, de todo, nem promovem o nosso Concelho assim como, no diretório – onde ficar – encontram-se listados empreendimentos encerrados e os novos empreendimentos, como por exemplo o “Pestana Churchill Bay”, descartados”, assinala o JPP, defendendo, assim, a criação de uma plataforma digital com informação atualizada e dinâmica que seja um cartão-de-visita e uma mais-valia no apoio ao munícipe. “O JPP quer Câmara de Lobos num patamar superior. Queremos fazer de Câmara de Lobos um Concelho melhor, mais próspero e mais vivo, tal como os câmara-lobenses merecem”, conclui.