Jubileu: “Desconforto” afasta rainha Isabel II das celebrações de sexta-feira

A rainha Isabel II irá falhar, esta sexta-feira, uma cerimónia religiosa no âmbito das celebrações dos seus 70 anos de reinado, depois de ter sentido hoje um “desconforto”, no primeiro dia das comemorações, divulgou o Palácio de Buckingham....

Jubileu: “Desconforto” afasta rainha Isabel II das celebrações de sexta-feira
A rainha Isabel II irá falhar, esta sexta-feira, uma cerimónia religiosa no âmbito das celebrações dos seus 70 anos de reinado, depois de ter sentido hoje um “desconforto”, no primeiro dia das comemorações, divulgou o Palácio de Buckingham. Segundo a mesma fonte, a monarca, de 96 anos, decidiu com “grande relutância” faltar ao ato religioso que decorre esta sexta-feira na Catedral de São Paulo, em Londres. O palácio acrescentou que “a rainha disfrutou muito do desfile de aniversário e do espetáculo da Royal Air Force, mas sentiu algum desconforto”. A rainha Isabel II apareceu hoje na varanda do Palácio de Buckingham no primeiro dia das celebrações dos seus 70 anos de reinado, sendo longamente aplaudida por dezenas de milhares de pessoas que ali se reuniram. A soberana, vestida com um conjunto saia-casaco azul malva, apareceu apoiada numa bengala. Num primeiro momento, Isabel II foi acompanhada pelo duque de Kent, seu primo e coronel da Guarda Escocesa – um dos regimentos de elite da Guarda Real Britânica -, e saudou os participantes no desfile ’Trooping the Colour’, evento que reúne os vários regimentos das forças armadas britânicas. Posteriormente, a rainha assistiu a um espetáculo da Royal Air Force, com a participação de mais de 70 aparelhos aéreos, desta vez acompanhada por membros da família real que têm funções oficiais e os seus filhos. O palácio real não tinha confirmado a presença de Isabel II na varanda do Palácio de Buckingham, uma vez que nos últimos meses a monarca tem mostrado algumas dificuldades de mobilidade. Nenhum outro monarca britânico reinou tanto tempo, daí a importância para o país de celebrar este Jubileu de Platina de uma rainha que sempre manteve níveis altos de popularidade. Para muitos britânicos que sempre a conheceram, Isabel II tem sido um símbolo de estabilidade e unidade durante estes 70 anos. Devido à pandemia de covid-19, esta foi a primeira vez desde 2019 que a monarca esteve na varanda do Palácio de Buckingham, que projeta a imagem da monarquia britânica há mais de um século. No passado, em ocasiões de celebração, até 40 pessoas tinham-se juntado ali, mas a rainha decidiu este ano que só aqueles que "trabalham" para a monarquia podiam vir e cumprimentar a multidão concentrada junto do palácio real. Assim, compareceram na varanda menos de 20 pessoas. Entre os presentes constaram, por exemplo, o príncipe Carlos, herdeiro da Coroa, e a mulher Camilla; o príncipe William, segundo na ordem de sucessão, e a mulher Kate; a princesa Ana, filha da rainha, e o seu marido, bem como o filho mais novo de Isabel II, Eduardo, e a sua mulher, além dos três primos da soberana. O príncipe Harry e a sua mulher Meghan, que vivem na Califórnia desde que se distanciaram da monarquia há dois anos, não foram autorizados a entrar na varanda, nem o príncipe André, o filho mais novo de Isabel II, privado de qualquer cargo oficial desde as acusações de alegada agressão sexual. Os festejos que assinalam os 70 anos de reinado da monarca britânica começaram hoje e vão prolongar-se durante quatro dias, até domingo.