Líderes tomam novas medidas para evitar o fecho do parlamento madeirense

A Conferência dos Representantes dos Partidos decidiu, hoje, tomar um conjunto de medidas para “evitar o fecho do parlamento” e evitar a suspensão dos plenários, confirmou José Manuel Rodrigues, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira,...

Líderes tomam novas medidas para evitar o fecho do parlamento madeirense
A Conferência dos Representantes dos Partidos decidiu, hoje, tomar um conjunto de medidas para “evitar o fecho do parlamento” e evitar a suspensão dos plenários, confirmou José Manuel Rodrigues, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, no final da reunião. José Manuel Rodrigues diz que "a situação está a agravar-se, com mais casos ativos quer no país quer na Região", e "perante estas circunstâncias o parlamento não pode ficar indiferente”, afirmou. Os líderes parlamentares, o deputado único do PCP e os vice-presidentes do parlamento madeirense admitem, no entanto, uma redução dos plenários no mês de fevereiro. Assim, as reuniões das comissões especializadas e da Conferência dos Representantes dos partidos “deixam de ser presenciais, passam a ser por vídeo conferência ou por outro meio tecnológico”, referiu José Manuel Rodrigues. Mantém-se a obrigatoriedade da máscara no uso da palavra e “acabará a rotatividade dos deputados dos partidos na mesma sessão plenária”. O Parlamento madeirense “decidiu também pedir à Autoridade de Saúde um parecer sobre a possibilidade de vir a realizar-se testes rápidos, no parlamento, aos deputados, funcionários e aos jornalistas”. O debate mensal com o Governo Regional foi marcado para o dia 27 de janeiro. “O tema será escolhido pelo Governo Regional, mas naturalmente que andará à volta da questão da Covid-19 e as consequências económicas e sociais, na Região Autónoma”, adiantou o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.