Mérida vai receber jornada consular portuguesa

A capital do estado andino, na Venezuela, receberá funcionários consulares para que sejam emitidos os documentos que os portugueses necessitarem. O Consulado-Geral de Portugal em Valência, estado de Carabobo, informou que vai promover uma nova...

Mérida vai receber jornada consular portuguesa
A capital do estado andino, na Venezuela, receberá funcionários consulares para que sejam emitidos os documentos que os portugueses necessitarem. O Consulado-Geral de Portugal em Valência, estado de Carabobo, informou que vai promover uma nova jornada consular com o objetivo de facilitar a emissão de documentos para os cidadãos residentes no interior do país. A cidade de Mérida, capital do estado com o mesmo nome, será a beneficiária da iniciativa que acontecerá de 31 de agosto a 2 de setembro. As sessões terão um horário das 8h00 às 17h00 nas instalações do Consulado Honorário de Portugal, localizado na Avenida Andrés Bello, Atrium Diagnostic Center, Torre II, 3.º andar, gabinete n.º 45. A jornada será exclusivamente para a emissão do cartão do cidadão e do passaporte português (ver os requisitos em www.valencia.consuladoportugal.mne.gov.pt). Atendimento limitado Será atendido um número limitado de pessoas por dia, sendo necessário o uso de máscaras e proibido acompanhante. A organização está a cargo do Consulado Honorário de Mérida, que pode ser contactado através do email [email protected] ou dos telefones (0412) 0780872 e (0274) 2663747. Para obter o cartão do cidadão (CC) pela primeira vez, é necessário que a certidão de nascimento portuguesa ou o bilhete de identidade (BI) sejam impressos. Para renovar o CC deve apresentar o CC ou BI anterior (expirado ou expirando). Para a emissão/renovação do passaporte, é necessário trazer o BI/CC atual e o passaporte antigo (vencido ou em vias de expirar). No caso de menores, devem estar acompanhados de ambos os pais, caso não sejam casados. Recorde-se que Auristher Pinto de Camaçaro assumiu as rédeas do Consulado Honorário de Mérida em 2017, após a sua nomeação oficial no Diário da República em abril. A autoridade é um técnico universitário superior, formado em atrasos mentais e dificuldades de aprendizagem, graduado pelo Instituto Universitário de Pesquisa e Ensino ‘Avepane’, de Caracas, e Bacharel em Educação, Processos de Aprendizagem em Educação Especial, formado pela Universidade Jesús Obrero Instituto (IUJO) Centro de Formação Fe y Alegría (Cepfa), em Mérida. Com uma longa trajetória, a lusodescendente tem se dedicado à área da Educação Especial no atendimento integral às pessoas com deficiência, com conquistas na inserção socio-laboral dessas pessoas. Foi também voluntária em várias organizações.