Políticas de Igualdade do Funchal reconhecidas a nível nacional

A Câmara Municipal do Funchal recebeu hoje uma Menção Honrosa da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), no âmbito da 5ª edição do Prémio "Viver em Igualdade", uma iniciativa bienal, promovida por este organismo tutelado pela...

Políticas de Igualdade do Funchal reconhecidas a nível nacional
A Câmara Municipal do Funchal recebeu hoje uma Menção Honrosa da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), no âmbito da 5ª edição do Prémio "Viver em Igualdade", uma iniciativa bienal, promovida por este organismo tutelado pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, na direta dependência da presidência do Conselho de Ministros. Em nota enviada à imprensa, a autarquia explica que foi reconhecido ao Funchal “o excelente trabalho realizado na promoção da igualdade, quer na organização e funcionamento da instituição, quer nas atividades desenvolvidas pela CMF". A distinção foi entregue esta sexta-feira, na cerimónia que decorreu em São João da Madeira, distrito de Aveiro, e foi recebido pela vreadora Madalena Nunes, que tem o respetivo pelouro no Funchal desde 2014. Madalena Nunes explicou que "o Prémio Viver em Igualdade visa distinguir as boas práticas dos Municípios na promoção da igualdade entre mulheres e homens, na prevenção e combate à violência contra as mulheres e a violência doméstica, e na prevenção e combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de género” e realçou que “já em 2018, o Funchal havia sido agraciado com uma Menção Honrosa da CIG. A Autarquia tem, desde então, vindo a trabalhar em articulação com a Comissão, tendo assinado um protocolo de cooperação para o efeito.” A autarca reforçou que “o Funchal foi a única cidade madeirense distinguida pela CIG este ano, ao que não será alheio o facto de sermos o único Município da Região a celebrar o Dia Municipal da Igualdade de forma intencional e sistemática, desde 2014, com uma semana de atividades". "Este novo prémio é algo que tanto o Executivo, como o Conselho Municipal para a Igualdade, prezam bastante, e um encorajamento para continuar a trabalhar cada vez mais e melhor, a nível interno e no âmbito do nosso território, no sentido de implementar os objetivos da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – Portugal + Igual, com a qual estamos inteiramente comprometidos", destacou a autarquia.