Portugal aceitou ajuda de França e Luxemburgo para tratar doentes Covid

Portugal aceitou a ajuda de França e do Luxemburgo para tratar doentes Covid-19, indica, esta quinta-feira, o Ministério da Saúde. Dois médicos e dois enfermeiros do Luxemburgo vão reforçar o Serviço de Medicina Intensiva do Hospital do Espírito...

Portugal aceitou ajuda de França e Luxemburgo para tratar doentes Covid
Portugal aceitou a ajuda de França e do Luxemburgo para tratar doentes Covid-19, indica, esta quinta-feira, o Ministério da Saúde. Dois médicos e dois enfermeiros do Luxemburgo vão reforçar o Serviço de Medicina Intensiva do Hospital do Espírito Santo de Évora. De França, chegam um médico e três enfermeiros, que vão ajudar as equipas do Garcia de Orta, em Almada. De acordo com a nota enviada às redações pelo gabinete de Marta Temido, "esta ajuda constitui um apoio importante a dois hospitais que têm vindo ainda a sentir uma elevada pressão ao nível dos Cuidados Intensivos". As equipas deverão chegar na semana de 15 de fevereiro, prevendo-se uma estadia de 15 dias. Recorde-se que a imprensa já tinha avançado, no passado dia 5, que Luxemburgo ia enviar ajuda para Portugal, que se debate com o pior cenário desde que a crise pandémica chegou ao país. Recentemente chegaram a Portugal mais de duas dezenas de profissionais de saúde da Alemanha. Esta equipa foi direcionada para o Hospital da Luz, em Lisboa, onde reforçou a capacidade de resposta a doentes Covid-19. Portugal anunciou, também, na semana passada, que está a ponderar a ajuda do governo austríaco, que disponibilizou capacidade para tratamento de 10 doentes de cuidados intensivos em diversos hospitais do país. O Governo sublinhou, em nota enviada às redações na altura, que estes "são gestos importantes de solidariedade europeia, mas simbólicos na batalha da pandemia. Houve várias ofertas, estando todas as hipóteses a ser consideradas no sentido de continuar a assegurar os cuidados de saúde aos portugueses".