Primeiro-ministro apela a que se evitem confraternizações com muitas pessoas

O primeiro-ministro apelou às famílias para que “evitem confraternizações com muitas pessoas” e “em espaços fechados, pequenos ou pouco arejados”, alertando também para os longos períodos sem máscara. "Importa que seja um Natal de partilha",...

Primeiro-ministro apela a que se evitem confraternizações com muitas pessoas
O primeiro-ministro apelou às famílias para que “evitem confraternizações com muitas pessoas” e “em espaços fechados, pequenos ou pouco arejados”, alertando também para os longos períodos sem máscara. "Importa que seja um Natal de partilha", afirmou, mas que "não seja um momento de transmissão involuntária do vírus". "Que em família todos estejamos efetivamente em segurança." António Costa alertou ainda que "o Natal não assegura a imunidade de ninguém", e que é importante "partilhar a fraternidade mas não o vírus". "Essa não pode ser a prenda de Natal", acrescentou o primeiro-ministro.