PS considera que medidas de apoios às empresas são insuficientes

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista da Madeira (PS Madeira) promoveu esta manhã, na Praça do Mar, no Funchal, uma conferência de imprensa onde defendeu a necessidade urgente de garantir mais apoio às empresas regionais.  Referem mesmo...

PS considera que medidas de apoios às empresas são insuficientes
O Grupo Parlamentar do Partido Socialista da Madeira (PS Madeira) promoveu esta manhã, na Praça do Mar, no Funchal, uma conferência de imprensa onde defendeu a necessidade urgente de garantir mais apoio às empresas regionais.  Referem mesmo que as medidas anunciadas até ao momento são insuficientes e desadequadas. O deputado Sérgio Gonçalves, em declarações à comunicação social, revelou que "o Partido Socialista está preocupado com situação das empresas, com a situação da nossa economia", dando assim contas das "diversas manifestações por parte de empresários dos mais variados sectores relativamente à difícil situação que estão a enfrentar". Aponta que "30% do comércio lojista no centro do Funchal já encerrou portas", que "as empresas marítimo-turísticas estão também a passar por grandes dificuldades", e refere ainda que "os empresários da restauração também têm se manifestado, muito preocupados com a situação dramática que estão a viver". O deputado socialista vincou que as medidas do Governo Regional "são claramente insuficientes e desadequadas para fazer face à crise profunda que já estamos a viver".  Aponta que no sector da restauração não há um único sinal relativamente à redução da taxa de IVA no Orçamento Regional, afirmado mesmo que "o Governo Regional tinha todas as condições para o fazer."  Falou sobre as linhas de crédito "há muito anunciadas e nos milhões que, supostamente, foram derramados na economia", recordando que "ontem víamos notícias que apenas 80% das verbas tinham sido já executadas". "E é preciso recordar que isto é apenas crédito e não fundo perdido de apoio às empresas", sublinhou, dando conta que são "os próprios empresários que dizem que um dos maiores erros é substituir receita por crédito", revelando ainda que "não estão de forma alguma satisfeitos com a solução que tem sido apresentada". Sérgio Gonçalves reiterou que o PS tem defendido medidas imediatas e a fundo perdido, como forma de salvaguardar as empresas e os empregos. Lembrou assim que o Grupo Parlamentar do PS apresentou, na Assembleia Legislativa da Madeira, uma proposta que consistia num programa de apoio às empresas com uma dotação orçamental de 65 milhões de euros a fundo perdido, com 70% dessas verbas a serem alocadas a empresas do sector do turismo, por ser o mais afetado, mas que a mesma foi chumbada pela maioria PSD/CDS.  "Nada disto tem sido feito, nada disto tem sido implementado por parte do Governo Regional e a situação vai-se agravando", concluiu.