UMAR discute faixas etárias em Portugal no Dia Internacional do Idoso

No âmbito da comemoração do Dia Internacional da Pessoa Idosa, instituído pela ONU em 1991, a UMAR, União de Mulheres Alternativa e Resposta promoveu uma conferência de imprensa no silo do edifício 2000 com o objetivo de abordar questões sobre...

UMAR discute faixas etárias em Portugal no Dia Internacional do Idoso
No âmbito da comemoração do Dia Internacional da Pessoa Idosa, instituído pela ONU em 1991, a UMAR, União de Mulheres Alternativa e Resposta promoveu uma conferência de imprensa no silo do edifício 2000 com o objetivo de abordar questões sobre a faixa etária em Portugal.   No país contabiliza-se 23% de idosos na população, o que significa que são 161 idosos para cada 100 jovens, dos quais cerca de 70% são mulheres que são entendidas no discurso como ‘velhos’.  Segundo dados do Eurostat, Portugal será um dos Países da União Europeia com maior percentagem de idosos/as e com menor percentagem de população ativa nas próximas décadas, por isso é preocupante que, com o envelhecimento, as respostas não acompanhem esse prolongar da vida.  A desigualdade para com as mulheres perante os homens desta faixa etária é notória nos vários aspetos sociais e económicos, desde a forma como vivem o seu dia a dia, a forma como são olhadas pela sociedade e os valores que têm direito a receber pelo trabalho desempenhado na sua vida ativa.  Neste sentido, a UMAR, enquanto organização que sempre lutou pelos direitos das mulheres, exige a todos os poderes políticos, institucionais e associativos, que tomem medidas concretas que integrem as políticas necessárias para que a sociedade mude de paradigma em relação à forma como trata as pessoas mais velhas. E como, se refere, às mulheres mais velhas, que são uma grande maioria neste grupo social.